O Que é Marketing Digital

O Que é Marketing Digital

Olá, Mauricio Lima aqui, seja bem-vindo ao nosso post sobre Marketing Digital, este é o primeiro post de uma série de vários posts que farei ao longo das próximas semanas e se você acompanhar tudo eu garanto que sua experiência com marketing digital nunca mais será a mesma, pois, vai aprender tudo o que é preciso para colocar em prática na sua empresa/negócio e nunca mais vai ser enganado por agências ou profissionais desonestos que só querem seu dinheiro sem se preocupar com seus resultados.

Essa série de conteúdos vai dar origem a um livro, que também vai ser e-book, por isso vai conter artigos longos, pois, nosso intuito é oferecer conteúdo completo, não vou fazer abordagens rasas e sim explanar tudo o que sei sobre marketing digital, então, se você tem preguiça de ler, essa série de conteúdos não é para você, agora, se você realmente quer aprender marketing digital e tem disposição para ler e aplicar tudo o que vamos ensinar aqui, fique comigo até o final desse texto e se inscreva em nossas Redes Sociais para não perder os próximos conteúdos.

O Que é Marketing Digital O Que é Marketing Digital O Que é Marketing Digital WhatsApp Instagram O Que é Marketing Digital Youtube

Quer ganhar PONTOS e trocar por PRODUTOS E SERVIÇOS da nossa agência? Clique ao lado em “GANHE PONTOS” e saiba como.

Então vamos lá, temos muito a aprender.

Diferença entre marketing offline e marketing digital

Você já deve ter visto muitos outdoors, cartazes, panfletos, folders, etc. Eu mesmo, desde criança tenho visto como as empresas usavam e ainda usam o marketing tradicional (off-line) para mostrar seus produtos e tentar nos levar as compras, apesar de esse método já ter dado muito resultado, isso tem mudado bastante com o passar do tempo, hoje as pessoas estão cada vez mais conectadas, e isso é algo que eu nem preciso mencionar, basta você olhar ao seu redor, vai ver que as pessoas estão quase sempre olhando para suas telas de smartphones.

Mas, porque os outdoors, cartazes e todos os meios citados no parágrafo acima estão sendo cada vez menos eficazes? Simples, em poucas palavras poderíamos dizer que é por causa dos smartphones, mas não somente eles, embora devido a sua mobilidade, são eles que as pessoas levam para as ruas, e, consecutivamente é para seus smartphones que elas olham ao invés de olhar para outdoors, cartazes entre outros…

A até pouco tempo atrás, acima de tudo antes dos anos 2000, as empresas praticavam muito o marketing off-line, mas a partir dos anos 2000 o marketing digital começou a ser implementado lentamente, pois, naquela época as pessoas não tinham acesso à tecnologia como temos hoje, então o velho método fazia todo o sentido.

Nos dias de hoje o marketing off-line não funciona mais como outrora e esta cada vez fazendo menos efeito positivo, pois as pessoas não querem mais comprar produtos, elas querem comprar a sensação, o benefício e o prazer que um produto/serviço pode oferecer, existe uma forte tendência das pessoas rejeitarem tentativas de venda forçada, é um instinto se proteger de coisas desagradáveis.

Empresas que prosperaram e estão prosperando perceberam isso e estão utilizando estratégias de marketing digital para se relacionar com pessoas através da internet.

Veja abaixo algumas estatísticas que comprovam o potencial do marketing digital:

  1. 87% dos usuários de internet agora possuem um smartphone (Fonte: Global Web Index);
  2. Inbound Marketing gera 54% mais Leads que o Outbound Marketing (Fonte: WebDAM.com);
  3. O orçamento de mídias digitais deve dobrar nos próximos 5 anos (Fonte: WebDAM.com);
  4. Profissionais de marketing que priorizaram trabalhar com blog têm 13 vezes mais chances de obter ROI positivo (Fonte:Socialemedia).
  5. Marketing de Conteúdo é 62% mais barato que o tradicional e gera aproximadamente 3 vezes mais leads (Fonte: Demand Metric);
  6. Três milhões de anunciantes usam o Facebook para alcançar os seus consumidores (Fonte: AdWeek);
  7. As empresas B2B que possuem blogs geram 67% mais Leads do que as empresas que não o têm (Fonte: WebDAM.com);
  8. O Instagram passou a marca de 200 mil anunciantes 5 meses após abrir a sua plataforma de anúncios (Fonte: AdWeek);
  9. 93% das decisões de compra são influenciadas pelas mídias sociais (Fonte: Ironpaper);

Os dados apresentados acima são mundiais, entretanto, pesquisas apontam que no Brasil 80% das empresas ainda estão nas fases iniciais da construção de uma estratégia de marketing digital. E é pensando nisso que criamos essa série de conteúdos, que reúne tudo sobre o que é marketing digital para te ajudar a começar agora da maneira correta e se destacar no mercado digital.

Agora voltando aos 80% de empresas no Brasil que estão começando no marketing digital, se você está entre essas empresas ou mesmo se já avançou alguns passos, eu recomendo que leia toda nossa série de posts e garanta sua posição no topo com as empresas que vão sobreviver.

Acredite, daqui a 5 anos se você não tiver começado hoje você será engolido pelo mercado, e não pense que isso não vai acontecer com você, pois esta acontecendo o tempo todo com empresas dos mais variados tamanhos.

Vamos te guiar do começo ao fim e vamos dar condições de você sair do grupo dos 80% que esta começando e passar para o grupo dos 20% que estão no topo por fazerem marketing digital da maneira correta.

Facilidades oferecidas pelo marketing digital

Um bom exemplo das facilidades que o marketing digital proporciona é o cálculo do ROI (retorno sobre investimento).

Ou seja, você pode calcular o retorno de cada ação durante sua execução, diferente de campanhas off-line onde você jamais poderia saber quantas pessoas viram seu anúncio, quantas interagiram e quantas de fato compraram e qual o foi o anúncio que fez mais vendas. Enfim, para falar sobre as desvantagens do marketing off-line em relação ao marketing digital seria necessário escrever um artigo inteiro para isso, por hora vou me ater em falar sobre as vantagens do marketing digital.

Ok, você deve estar se perguntando como eu posso ter certeza de que as pessoas interagem com o marketing digital, deve estar perguntando: “Você pode provar que tudo isso que você esta falando faz sentido?” Bom, com certeza posso, veja abaixo como:

Cara, olhe ao seu redor, na sua casa, sua família, seus amigos, enfim, vai ver que todos eles fazem 4 coisas, sim, todo mundo faz essas 4 coisas, veja que coisas são essas:

  1. Elas entram nas Redes Sociais para se relacionar com pessoas;
  2. Elas pesquisam no Google/Bing, etc. quando querem encontrar coisas de seu interesse;
  3. Elas acessam o e-mail para ver coisas sobre o trabalho, notícias, entre outras coisas;
  4. Elas acessam portais de notícias/conteúdo/vídeos para se manter atualizados ou aprender coisas de seu interesse.

Você seria capaz de dizer que as 4 afirmações acima não são verdadeiras? Ok, pode ser que sua tia que mora no sítio, seu pai ou seu avô não fazem essas 4 coisas, ou talvez não as 4 mas apenas 3 ou 2. Tudo bem, você tem razão, mas não esqueça das pesquisas citadas acima que dizem que quase 90% das pessoas usam um smartphone, e se uma pessoa tem um smartphone, então ela é um possível comprados do seu produto/serviço, desde que você saiba usar o marketing digital ao seu favor, mas não se preocupe, é por isso que você esta aqui, para aprender tudo o que você precisa fazer para arrasar no marketing digital.

Dica: A maioria das empresas não está fazendo marketing digital da maneira correta, então pense, como seria se você fosse um dos primeiros do seu segmento/nicho a fazer da maneira correta? Acredite, isso é uma vantagem absurda e esta aqui na sua frente, aproveite.

Mix de Marketing

Antes de se aventurar pelos caminhos do marketing digital é necessário conhecer um pouco sobre o mix de marketing, que segundo definição do Wikipédia: “é um conjunto de variáveis controláveis que influenciam a forma como os consumidores respondem ao mercado e consiste naquilo que a empresa pode fazer no sentido de influenciar a procura pelo seu produto, visando alcançar o nível desejado de vendas junto do seu mercado-alvo”.

Parece complexo não é mesmo? Bem, é um pouco, mas vamos por partes, a primeira vez que o conceito foi mencionado, ele fazia referência a uma lista de elementos importantes ou “ingredientes” que permitiam desenvolver programas de marketing em uma empresa, e foi apresentado por Neil Borden em 1949.

Em seguida surgiram os 4 P’s”: Produto, Preço, Praça e Promoção, que compõem o “Composto de Marketing”. O conceito foi amplamente popularizado pelo pai do marketing Philip Kotler.

Em 1990 Robert F. Lauterborn propôs o conceito de marketing mix através de 4Cs, que ao invés de foco no produto, dava ênfase no consumidor, os 4 C’s são:

  • Desejos e necessidades do consumidor (Consumer wants and needs);
  • Custo (Cost);
  • Conveniência (Convenience) e;
  • Comunicação (Communication).

Estou certo de que ainda não entendeu muito bem o conceito de mix de marketing nem o que 4 Ps e 4 Cs tem a ver com isso, mas fique tranquilo(a), por hora se contenha em saber que eles existem, pois no próximo capitulo vamos ver em detalhes cada um dos 4 P’s e os 4 C’s e assim entender completamente a ponto de podermos começar nossa estratégia de marketing digital.

Vamos em frente, marketing digital é um assunto complexo e antes de aplicar e investir recursos, você precisa responder 3 perguntas fundamentais, são elas:

  1. Por que eu estou fazendo marketing digital?

A resposta pode parecer um tanto obvia, você vai dizer que esta fazendo marketing digital para vender, para fazer negócios. Ok, se essa foi a sua resposta você esta certo em partes, afinal de contas praticamente todas as empresas vivem de vendas, não é mesmo? Mas existem fases e formas de fazer marketing digital, algumas para vendas imediatas e outras para vendas futuras, outras ainda para fortalecimento da marca, entre outras.

Veja abaixo as 3 principais respostas mais prováveis do por que você esta fazendo marketing digital:

  1. Reconhecimento de marca (awareness), alcançar o máximo de pessoas, descoberta de um problema ou oportunidade, quando essas estratégias são aplicadas você não deve esperar vender a curto prazo, aqui você vai se tornar conhecido, ou seja, pessoas que nunca viram você ou sua empresa serão impactados pelo seu conteúdo, geralmente esse método é mais barato, já que não vai gerar vendas, geralmente é oferecido algo gratuito que ajude essas pessoas com algum problema que elas tem ou ainda que as ajude com oportunidades, ou seja, você oferece algo que possa ser usado como uma oportunidade para essas pessoas ganharem algo, começarem um negócio, se destacar da concorrência, enfim, algo que ajude essa pessoa. No funil de marketing essas estratégias costumam ser aplicadas no topo de funis (aprendizagem, descoberta) Falaremos profundamente sobre isso em um capítulo mais a frente.
  2. Consideração, aqui as pessoas já sabem que tem um problema ou uma oportunidade e estão pesquisando sobre isso, se você esta fazendo marketing para consideração, você deve produzir bastante conteúdo de valor que ajude ela a fazer o que ela descobriu na fase anterior, aqui você pode produzir e-books, livros, posts, vídeos, infográficos entre outros, precisa oferecer o máximo de valor aqui, para que quando esse usuário decidir comprar uma solução ele compre de você e não de um concorrente seu que tem apenas melhor preço.
  3. Marketing para conversão, aqui você realmente vai oferecer algo pago, geralmente são campanhas de marketing onde você quer fazer uma venda, que pode ser uma hospedagem de hotel, um passeio turístico, um almoço, um carro, etc.

Falaremos mais sobre campanhas de conversão nos capítulos a frente.

Para concluir, você precisa saber exatamente o porque de estar fazendo, isso vai ajudar muito no decorrer da jornada do seu marketing digital e até mesmo na jornada de compra do seu cliente.

2: Pra quem eu estou fazendo marketing digital?

Se você descobriu sobre a importância do por que estar fazendo marketing digital e achou interessante, você vai ficar surpreso ao descobrir a importância de saber para quem fazer marketing digital.

Existem uma máxima descoberta por Vilfredo Pareto, essa máxima é chamada de A Lei de Pareto (ou Princípio de Pareto), que afirma que 80% dos resultados são derivados de 20% das causas. O princípio surgiu por uma observação econômica, mas pode ser aplicado para as mais diversas áreas ou assuntos como nosso caso, o Marketing Digital.

Imagine que você tem um hotel e que 20% dos clientes do seu hotel são responsáveis por 80% do seu faturamento, faça as contas, analise seus clientes, vai ver que isso faz sentido.

Agora pense no seguinte, e se você pudesse aplicar estratégias de marketing que pudesse atrair apenas pessoas com o perfil desses 20% que dão lucro?

E se você pudesse aumentar esses 20% para 80%? Para te ajudar, multiplique seu faturamento por 4, isso seria interessante para você? Se você respondeu positivamente, por que não transformar isso em uma meta de marketing digital para sua empresa? Pense nisso…

Você aplicaria uma estratégia assim se elas fosse possível? Pois saiba que é totalmente possível, e ela responde a segunda pergunta, “Para quem estou fazendo marketing digital”.

Estudar o cliente ideal e fazer marketing para ele muda completamente o seu jogo com relação a concorrência que pode não estar fazendo nada ou fazendo de maneira incorreta.

Mais a frente Teremos um capitulo completo sobre público-alvo, persona e cliente dos sonhos.

Legenda: Imagem retratando as características de uma persona, geralmente mostra as preferências, idade, frustrações, sonhos, etc.

3: Como eu estou fazendo marketing digital?

E por último, mas não menos importante é saber como estou fazendo marketing digital, pois, com a primeira pergunta você descobriu por que, depois para quem e agora como, pois você pode estar usando a estratégia errada, imagine que seu público gosta de Instagram e Youtube, e você esta usando uma estratégia com podcasts, não vai converter, então você precisa descobrir que tipo de conteúdo produzir, ou seja, que formato seu público consome mais.. Vídeo? E-mail? Posts? Além de formato, precisas saber quais plataformas são melhores para seu público, mas não pense que é simples, não tem como você saber desde o começo, você precisa testar até encontrar o “como” ideal e para responder essa pergunta você precisa conhecer a fundo o seu cliente ideal.

Mais a frente Teremos um capitulo completo para falar sobre canais e tipos de conteúdo.

Para que serve o Marketing Digital?

E então, você já arriscaria nos dizer para que serve o Marketing Digital? Pode ser que sim, mas para garantir que você realmente de a resposta certa, vamos continuar com o texto, ao final do mesmo você vai poder dizer que o marketing digital pode ajudar microempresas, empresas de pequeno, médio e grande porte a conquistarem mais oportunidades de negócio, aumentarem seu faturamento e sobreviverem as mudanças atuais e futuras.

Trabalhar com estratégias online costumava ser um privilégio de empresas mais antenadas e que realmente podiam fazer grandes investimentos, principalmente na criação de um bom site. Hoje, felizmente, o acesso a esse tipo de serviço e estratégia está cada vez mais fácil, e até os pequenos empreendedores podem trabalhar com estratégias de Marketing Digital.

Ninguém quer ficar de fora do mundo online, principalmente porque ele abre várias portas e permite que as empresas consigam:

  • Entender melhor seu público;
  • Conquistar mais clientes;
  • Receber feedbacks;
  • Melhorar o relacionamento com os clientes;
  • Fidelizar os consumidores;
  • Educar o mercado;
  • Aumentar o conhecimento de marca da empresa;
  • Gerar leads;
  • Gerar oportunidades de venda;
  • Reforçar os diferenciais competitivos;
  • Aumentar a rentabilidade da empresa.

Enfim, ao longo da nossa série de posts vamos mostrar tudo isso nos mínimos detalhes para que você entenda, aprenda e aplique.

Principais estratégias de marketing digital

Lembrando que cada um dos tópicos abaixo terá um (capitulo completo, no caso do livro e e-book) e aqui no blog terá um post completo para tratar do assunto de forma avançada.

O marketing digital funciona por meio de suas estratégias. Entre elas temos:

  • SEO ou Search Engine Optimization:

Otimização de Sites é o conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados orgânicos nos sites de busca gerando conversões, sejam elas, um lead, uma compra, um envio de formulário, agendamento de consulta e outros.

  • SEM ou Search Engine Marketing:

Search Engine Marketing (SEM, ou marketing para os mecanismos de busca) consiste em estratégias que têm um objetivo comum: otimizar sites para colocá-los mais perto do topo das páginas de resultados em buscadores como Google, Bing, dentre outros. Isso pode ocorrer de forma orgânica ou paga.

  • Inbound Marketing:

Inbound Marketing é o conjunto de estratégias de marketing que visam atrair e converter clientes usando conteúdo relevante. Diferente do marketing tradicional, no Inbound Marketing a empresa não vai atrás de clientes, mas explora canais como mecanismos de busca, blogs e redes sociais para ser encontrada..

  • Marketing de conteúdo:

Marketing de conteúdo é o processo de criar, publicar e promover conteúdos personalizados para seu cliente, esse é um método de marketing que se baseia na formação de um público fiel por meio da criação e compartilhamento de conteúdo.

  • E-mail Marketing ou Marketing por correio eletrônico:

O e-mail marketing ou publicidade por correio eletrônico é a utilização do e-mail como ferramenta de marketing direto, respeitando normas e procedimentos pré-definidos, analisando o retorno gerado através de relatórios e análises gráficas gerando campanhas cada vez mais otimizadas.

  • Publicidade Display:

O Display Marketing permite ao anunciante promover a sua empresa ou organização, produtos ou serviços em diversos websites através de anúncios gráficos, com a possibilidade de segmentação com base no comportamento e interesses do público-alvo e remarketing.

  • Mobile Marketing:

Mobile marketing é o termo utilizado para definir ações de marketing realizadas através de celulares ou dispositivos móveis.

  • Social Media Marketing:

O marketing nas mídias sociais é a estratégia pela qual nos valemos das principais redes sociais como ferramentas de promoção de uma marca, divulgação de produtos ou serviços.

  • Marketing de afiliados:

O marketing de afiliados é um tipo de marketing baseado em desempenho no qual uma empresa recompensa um ou mais afiliados para cada visitante ou cliente trazido pelos próprios esforços de marketing do afiliado.

  • Remarketing ou Retargeting:

O redirecionamento comportamental é uma forma de publicidade direcionada on-line pela qual a publicidade on-line é direcionada aos consumidores com base em suas ações anteriores na Internet.

  • Native Advertising ou Publicidade Nativa:

A publicidade nativa é um método de publicidade na web em que o anunciante tenta ganhar a atenção dos consumidores, fornecendo um conteúdo valioso no contexto da experiência do usuário.

  • e-Commerce, Comércio eletrônico ou vendas on-line:

Comércio eletrônico, e-commerce, comércio virtual ou venda não-presencial, é um tipo de transação comercial feita especialmente através de um equipamento eletrônico, como, por exemplo, computadores, tablets e smartphones.

  • Publicidade programática:

Mídia programática é diferente dos processos tradicionais, pois a compra de mídia é feita diretamente via software, em um leilão em tempo real, sem contato com proprietários de sites e outras pessoas. Os dados gerados permitem anúncios muito segmentados, olhando perfil do usuário e momento na jornada de compra.

  • Analítica Digital e Analítica Web:

Web analytics é o processo de medição, coleta, análise e a produção de relatórios de dados de navegação e interação com o objetivo de entender e otimizar o uso dos sites e páginas na Internet.

  • UX / UI Design:

Design de interface de utilizador ou engenharia de interface de utilizador é o desenvolvimento de computadores, aplicações, máquinas, dispositivos de comunicação móveis, softwares e sítios web com o foco na experiência do utilizadores e interação.

  • CRO:

No marketing digital, otimização de conversão, ou otimização da taxa de conversão é um conjunto de técnicas e práticas para aumentar a porcentagem de visitantes de um site que se transformam, ou convertem, em clientes ou, de forma geral, completam qualquer ação desejada em uma página, um site ou aplicativo.

  • Customer Experience:

A experiência do cliente é uma totalidade de respostas cognitivas, afetivas, sensoriais e comportamentais do consumidor durante todos os estágios do processo de consumo, incluindo os estágios de pré-compra, consumo e pós-compra.

Conclusão

Para concluir podemos dizer que o marketing digital é a maneira moderna de aplicar marketing, de uma maneira menos evasiva, onde o cliente é tratado com respeito e pode escolher o que e quando comprar.

Quais as vantagens do marketing digital?

  1. Mais interatividade com a audiência;
  2. Permite segmentar o público com precisão;
  3. Economia de custos;
  4. Qualquer empresa pode investir;
  5. Permite analisar e mensurar as ações.

Lembrando que este foi um artigo introdutório sobre Marketing Digital, para a maioria dos tópicos abordados no texto teremos um capitulo completo abordando do básico ao avançado.

Então, inscreva-se em nossos canais e nos siga em nossas redes sociais.

O Que é Marketing Digital O Que é Marketing Digital O Que é Marketing Digital WhatsApp Instagram O Que é Marketing Digital Youtube

Quer saber mais sobre nossos conteúdos?

Acesso nossos posts aqui:

Como ser digital influencer: O Guia Completo, Tipos de sites mais usados no mundo, Layout e design de site e sua importância, Por que ter um site em 2020?, Os tipos de e-mail marketing, Entenda o Tráfego Pago, O que você precisa saber para fazer uma campanha de e-mail marketing, Tudo sobre mídias sociais e algumas curiosidades, Quais são as redes sociais mais usadas?, Escolher a rede social certa para sua estratégia.

Conheça nossa Empresa de criação de sites

Um forte abraço e até breve!